Ads Top

MUSICALIZANDO: LED ZEPPELIN

FOTO/ REPRODUÇÃO GOOGLE
ANTES DE TUDO QUERO DEIXAR REGISTRADO QUE ARCTIC MONKEYS É DO...(IMAGINA UM XINGAMENTO AI!)  Desculpe-me, mas eu irei falar de rock de novo. Você já ouviu falar em Led Zeppelin? NÃO? Como você nunca ouviu esses Et’s? Para mim eles são tipo "Da Vinci" do rock. Led Zeppelin  foi uma banda inglesa, (lógico que os ingleses sempre tem boas coisas para nós meros humanos em relação ao Rock) que revolucionaram a música nos anos 70. Criada em 1968, em Londres, por Jimmy Page, (um guitarrista de estúdio muito conhecido pelas sua lista de colaborações: Easy listening de Bart Bacharach ao rock de The Kinks e The Who)  pelo vocalista Robert Plant, pelo baterista John Bonham e pelo baixista e tecladista John Paul Jones.  Num belo dia, apareceu uma lampadazinha em cima de suas cabeças e eles disseram ― OOOOO MY DEUS, VAMOS CRIAR A MAIOR BANDA DE TODOS OS TEMPOS!

FOTO/ REPRODUÇÃO GOOGLE

Inicialmente chamada de New Yardbirds logo mudou para Led Zeppelin e no mesmo ano assinam um contrato com a Atlantic Records. Lançam em seguida uma sequência de trabalho para dizer ― CHEGUEMOOOOOS! - em (1969) dois álbuns: “Led Zeppelin” e “Led Zeppelin II” e parecia que a inspiração não acabava. Ao todo foram seis álbuns. Após os dois em 1969, lançaram a continuação no ano seguinte:  Led Zeppelin III” (1970), “Led Zeppelin IV” (1971), “Houses of the Holy” (1973) e “Physical Graffiti” (1975), o trabalho que concretizou o talento da banda e levou eles ao topo do rock pesado. Led  Zeppelin é um poço de talento. Eles conseguiram fazer a diferença, inovar e fugir do padrão do rock nos anos 70. O grupo se consolidou no Hard Rock, mais tarde se transformaram em Hay Metal e criaram uma ligação entre o blues e rock. O blues pesado já era tocado por grupos como:  Jimi Hendrix, Experience e o Cream do guitarrista Eric Clapton. Mas o Led Zeeppelin fez o diferente mais uma vez, limpou o gênero daqueles solos excêntricos e abriu uma nova perspectiva sonora, que mais tarde ficaria conhecido como Word Music. Misturaram também o Funk e o Reggae.

Led Zeppelin é tão de outro mundo, que criaram um manual “mau comportamento” para os roqueiros (como se algum dia nós já tivéssemos sido comportado), com farto consumo de drogas em suas excursões e festas, era  Rock, Droga, sexo e Rock (deve ter sido louco). Estava escrito que algum deles iriam morrer ou de overdose, cirrose ou algo pior. Todos os atos há consequências, não é? Como tudo que é bom acaba, quando o álbum duplo Physical Graffiti” de 24 de fevereiro do ano de 1975 chega nas lojas, o Led Zeppellen já estavam tendo suas tretas internas, logo mais chegaria o fim da melhor banda dos tempos. O guitarrista Jimmy Page, estava entrando numa vibe esquisita, cultivando mais e mais seu interesse pelo o ocultismo alguém deveria ter chegado nele e falado: "Pow, Page se é oculto NÃO É PARA DESCOBRIR (IMAGINE UM XINGAMENTO AI)", mas infelizmente ninguém pagou esse sapo para Page. Ninguém sabe dos problemas dos próximos, mas você já percebeu que pessoas geniais a grande maioria morre por uso de drogas? E isso fica mais claro quando você vê a historia do Rock. 

Page trocou o uso pesado da cocaína pelo uso da heroína (Heroína parece ser moda no Rock. "Há, não estou  fazendo nada vou furar meu braço aqui e morrer.") Vários personagens morreram ou fizeram um grande uso dessa droga na década passada . Page não morreu, por incrível que pareça quem morreu foi o cachaceiro. John Bonham morreu dia 25/09/1980, por volta das 1 hora da tarde, morreu na casa de Page onde a banda estava reunida para organizar a tour que iria acontecer nos Estados Unidos. Foi encontrado morto pelo  técnico de som Benji Le Fevre,  o técnico verificou o pulso e percebeu que John não tinha pulso, um médico foi chamado e ele confirmou. A causa da morte mais tarde foi publicada, John Bonham na verdade morreu por um acidente, ele morreu sufocado pelo seu próprio vômito.  O CIDADÃO BEBEU 40 COPOS DE VODKA E ELE JÁ HAVIA BEBIDOS QUANTOS ANTES DESSES 40? Fica ai a dúvida no ar. 4 de dezembro de 1980, a banda declarou o fim. Sendo impossível a continuação da banda sem John Bonham. A banda recusou várias oportunidades de subir aos palcos depois do acontecimento, a unica exceção foi em 2007, quando se reuniram com o baterista Jason, filho de John Bonham para um show em homenagem ao executivo da indústria fonográfica Ahmet Ertegun.  Foi uma noite especial em que tocaram Stairway to Heaven”, “Black Dog” e “Since I’ve Been Loving You”, entre outras. A apresentação virou um CD duplo, um DVD e um Blu-ray, lançados mundialmente. 

Então é isso, fizeram do rock algo inacreditável, mudaram o rock e viraram lenda. O que sobra para nós? É ficarmos com uma puta vontade de ir ao um show, infelizmente ficaremos só na vontade!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.