ads top

O SER HUMANO AINDA ACREDITA QUE OUTRAS ESPÉCIES SÃO IRRACIONAIS

FOTO/ REPRODUÇÃO GOOGLE
A linha de pensamento que leva o ser humano a acreditar que as outras espécies são desprovidas de raciocínio é retrógrada, arrogante e ilógica. Uma criatura sem raciocínio não pensaria e nem executaria meios, fora de seus padrões de conduta, para sair de situações inusitadas. Uma criatura sem raciocínio não procura novos modus operandi para coisa alguma. Criaturas sem raciocínio agem apenas por instinto e isto significa que não fogem, de modo algum, do seu padrão de sobrevivência. Criaturas sem raciocínio são tão somente instintivas e quando se encontram em uma situação incomum, simplesmente reagem instintivamente. Pensar, procurar e executar meios inéditos de agir não é inerente ao instinto. O instinto segue padrões rudimentares de conduta e numa situação inusitada, uma criatura sem raciocínio iria agir só pelo instinto (sem pensar ou procurar outros meios) e, provavelmente (dependendo da situação), não teria êxito. Criaturas sem raciocínio não se comunicam, não têm capacidade de aprender coisas que fogem dos padrões de sobrevivência, não demarcam territórios e não desenvolvem grupos sociais com hierarquias.

Não cabe, nos dias atuais, pensamento tão absurdo, e foi tal postura soberba que levou o ser humano a menosprezar e desrespeitar a Natureza, matando e extinguindo inúmeros espécimes a seu bel-prazer. Do alto de seu pedestal de presunção, o homem acredita que pode destruir arbitrariamente sem sofrer consequências, como se fosse um ser supremo, intocável, acima das outras espécies e delas não precisasse. O ser humano tem agido como se não fizesse parte e nem dependesse deste planeta e de tudo que nele existe. Graças a este ponto de vista de desprezo às outras formas de vida é que estamos caminhando para a nossa própria extinção. É imprescindível que respeitemos e mudemos nossos conceitos com relação às outras espécies. Devemos enxergá-los com outros olhos. Todos os seres vivos raciocinam e em diversos graus: Uns mais, outros menos. Existem n provas científicas que outros seres vivos raciocinam. Não só raciocinam como também sofrem, sentem dor, saudade, têm sentimentos, humor, memória e gratidão. O instinto é inato a toda espécie de ser vivo. O próprio ser humano tem instintos. A diferença entre as outras espécies e a nossa está na evolução. Nós somos mais evoluídos. Nossos pensamentos, raciocínio, sentimentos e etc são mais evoluídos. O ser humano tem discernimento maior. Isto significa que nós temos maior capacidade de diferenciar o certo do errado, a partir do referencial adotado. Os demais seres vivos também se comunicam, de forma mais rudimentar. A nossa comunicação evoluiu muito e isso nos eleva a um patamar muito superior às outras espécies. A Ciência tem observado e estudado bastante os ditos “irracionais” e tem tido muitas surpresas. A Ciência evoluiu através destas observações e estudos. Consequentemente, conceitos e teorias mudaram. Mudaram para se adequarem à realidade. O fato de um cachorro ter raciocínio, por exemplo, não significa que ele possa escrever poemas ou dirigir automóveis. Não podemos comparar o grau de raciocínio de um cachorro com o nosso. Eles têm raciocínio, mas em grau inferior. Entre nós, humanos, existem pessoas com raciocínio ínfimo, comparando com outras. Existem coisas que não entendemos. Só depois de anos é que passamos a entender. Isto é carência de base de conhecimento ou de experiência de vida. É como tentar aprender multiplicação sem saber a adição. Não se pode fazer omelete sem quebrar a casca. Existem pessoas que se comportam como animais selvagens e nem por isso deixam de ser seres humanos. O ser humano é muito mais racional que as demais espécies, mas isto não quer dizer que os outros seres vivos sejam desprovidos de raciocínio.

Tudo no Universo evolui e estamos inseridos neste Universo. O Universo é conexão e estamos conectados e este mundo e a tudo que aqui existe. Cada ser vivo tem, pelo menos, uma função na Natureza. Nós, por sermos privilegiados com elevadíssimo nível de criatividade, em virtude de nosso patamar evolutivo, alcançado no transcurso de milhões de anos, temos a obrigação de proteger este mundo e tudo que nele vive. Proteger com AMOR. Deveríamos ser os guardiões deste orbe e de tudo que nele habita. Temos que AMAR a Natureza por completo, sem restrições. No decorrer da História, o homem tem amado apenas a si próprio (seu próprio ego) e desprezado os demais seres vivos. Isto é puro egoísmo e está nos conduzindo ao abismo. Embriagamo-nos de hedonismo e vomitamos a soberba que agora nos afoga.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.