ads top

'PARA NÃO FICAR ATRÁS DOS BRANCOS'

IMAGEM: Julia Assis
Fui dormir e acordei de cabeça quente. Atordoado e talvez um pouco emputecido com todo linchamento virtual que o Spartakus Santiago vem recebendo. Um youtuber militante, negro e lgbt que bota sempre a cara-tapa para fazer uma crítica política e social em seu canal, ou com textos em suas redes sociais - até mesmo stories. E recentemente aconteceu um acidente com o seu computador, um iMac na verdade, e como não havia possibilidade em retirar R$3.600 reais para o conserto do mesmo, fez uma vaquinha online para os seus seguidores poderem contribuir com o investimento que iria fazer para retornar ao trabalho, e como justificativa do porquê utilizar um computador da Apple:

"Para não ficar atrás dos brancos"

Muitos podem não perceber onde está toda questão por trás dessa frase. Mas para mim tem uma significância gigantesca. Mas o que de fato quero focar é o linchamento que ele está sofrendo, não pelos brancos que sentiram-se ofendidos e quiseram um destrincho maior da questão tocada por ele. Todo alvoroço está vindo de toda comunidade negra e LGBT+ que faço parte e vi a todo momento ironias ao acontecido, ao Spartakus, ou o fato de ter investido num computador caro para melhorar e poder realizar um bom trabalho, como já vem fazendo, pois é difícil receber patrocínio de uma empresa quando se está muito engajado com problemas políticos e sociais. Comparecer em eventos e ter um péssimo equipamento para realizar a divulgação é extremamente preocupante, cansativo e angustiante para quem é criador de conteúdo e possui um equipamento de baixa qualidade - e de fato, a maioria dos Youtubers e Blogueiros que hoje fazem sucesso, são brancos, as empresas buscam por eles por conta de número e visibilidade, e acabam possuindo bons equipamentos para utilizar, o racismo está impregnado em todas as nossas raízes. 

Sou blogueiro há 8 anos, nesse período trabalhei com mais ou menos dez empresas. O meu computador é de investimento próprio, meu celular também - e precisei negar muitos convites quando não tinha o mesmo para me ajudar. Hoje o meu computador, que uso diariamente e em todos os serviços que sou convidado/contratado para realizar, custou-me antes quase o dobro do que o Spartakus precisou para o conserto do seu (não quero nem imaginar o quanto precisaria investir para consertar em caso de defeito). O meu celular, pode ser encontrado ainda na metade do valor da meta da vaquinha, querendo ou não foi um investimento que precisei ter feito. Não sou tão influente quanto o Spartakus, por isso tive que pôr a mão na massa para poder investir em meu trabalho.

Nós, criadores de conteúdos para internet, quando não somos privilégiados como os outros de cidade grande, família classe média ou sem um investimento para poder realizar bons serviços de divulgação, caímos no esquecimento - tudo só acontece quando pusermos a cara a tapa e podermos ocupar este espaço, um desses casos é a Evelyn Regly, sugiro que assista ao Draw My Life publicado em seu canal. 

A comunidade negra e LGBTQIAP+ abriu porta para haters e racistas disseminarem ódio contra o Spartakus, não puseram a mão na consciência e foram empáticos com o mesmo. Mesmo centenas (ou milhares!) de youtubers usando sites de apadrinhamento para poderem contar com pagamento mensal - já que o AdSense e outros são incógnitas, os valores acumulados mensalmente podem aumentar e diminuir bruscamente de mês em mês. Já com o site de apadrinhamento, todos os meses eles poderão contar com um pagamento garantido (que muitas vezes crescem periodicamente) e isso não é criticado porque acostumamos a seguir todo aquele pensamento embranquecido e colonizador de condenar somente aquilo que a branquitude sente-se atacada, e condenamos os nossos, fazemos chacota, deixamos eles nos centros das atenções para que possa ser linchado ou julgado por todos aqueles que desejam diminuí-lo. 

Estamos vivendo tempos críticos e contraditórios. 

Um comentário:

  1. Acho que todo mundo tem que ter a liberdade de possuir o que quiser. Não entendi o porquê de tanta crítica.
    Bom final de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.