Ads Top

“NOSSA BANDEIRA JAMAIS SERÁ VERMELHA”, “LIVRAMOS O BRASIL DO SOCIALISMO”, SERÁ?



O populismo do discurso em libras da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, causou um alvoroço nas redes sociais. Os eleitores fiéis clamavam e santificavam mais ainda a imagem do “mito”. O mais bacana foi quando ele deu aquele discurso, digno de um salvador da pátria: “Nossa bandeira jamais será vermelha”. O mesmo discurso que o levou à Presidência do Brasil, amedrontando a sociedade e criando a polarização que existe hoje. Mas será mesmo que estamos longe do socialismo? Como disse a jornalista Patrícia Lélis, no twitter, "Alguém avisa a Michele Bolsonaro que a lei que regulamenta a profissão de Tradutor e intérprete da Língua Brasileira de Sinais- LIBRAS é da Maria do Rosário, e o seu marido votou contra. Ou seja, falam dos esquerdistas mas no final usam as leis que aprovam e ainda querem palmas".

A proposta apresentada pela deputada Maria do Rosário (PT-RS), que deu origem à lei (PL 4673/04), foi aprovada pela Câmara em 2009. A mesma deputada que ouviu do atual presidente a frase “ela não merece ser estuprada”.

Maria do Rosário elogio o discurso de Michel: "gesto positivo".

Não adianta. Todo populismo sempre vai mostrar a realidade do socialismo. Populismo é uma casca imediatista que tenta usurpar o projeto humanitário do socialismo. Como tudo neste atual governo se encontra fora de uma definição lógica, até mesmo o marketing expõe à faceta artificial de um populismo barato, divulgando o socialismo que eles mesmos combatem. “Nos livramos da corrupção”, “seremos caçadores dos corruptos”: Grita a mesma turminha que andava ou anda com o motorista que tinha uma conta pessoal de 1 milhão de reais; ainda é uma incógnita que, até agora, não ouvimos falar. E o que dizer do Adélio Bispo, o tal esfaqueador? Será que o verdadeiro mandante deste atentado vai aparecer um dia? Ou a culpa vai recair nas costas da esquerda? Eu pensava que iríamos reviver a era Collor, todavia, estamos, também, revivendo uma espécie de era getulista, mas precisamente aquela parte em que existiu o tão falado Plano Cohen.  

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.