ads top

A IMPORTÂNCIA DAS REDES SOCIAIS NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA À MULHER

Imagem: Governo do Brasil 
Em 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher e a data convida à comunidade para refletir sobre a violência de gênero.

Infelizmente, em pleno 2019, frases que me espantam são orações equivocadas como estas “Antigamente ninguém via maridos batendo em suas esposas” ou “A violência contra a mulher é culpa da liberdade dos dias atuais”.

Estas expressões acima são elaboradas de uma forma errônea. Pois a violência de gênero sempre existiu. Mas, antigamente, as esposas apanhavam caladas porque tinham medo de escândalos, sem falar que mulheres divorciadas eram discriminadas pelo resto da sociedade hipócrita.

Aquela caricatura da Idade da Pedra, onde o homem bate na pretendente com um tacape não é uma simples alegoria. Arqueólogos e historiadores encontraram pinturas rupestres que comprovam esta agressiva prática.

Na Idade Média, mulheres que eram acusadas de infidelidade, mesmo sem provas suficientes, eram condenadas à fogueira. Naquela mesma época se um marido matasse a esposa justificando traição, ele saía ileso porque, segundo a sociedade daquele tempo, o marido estava lavando a honra. Aqui é preciso lembrar que, tristemente, prática semelhante ainda existe em países do Oriente Médio.

Séculos passaram e, finalmente, o divórcio foi legalizado no ocidente. Porém, em pleno século vinte e um, maridos rejeitados comentem crimes contra as ex-esposas porque não aceitam a separação.

Hoje, as redes sociais tem uma enorme importância nas denúncias de violência contra a mulher.

Muitas moças depois de sofrerem agressões, postam fotos de seus corpos feridos e até mesmo imagens de quando foram machucadas. Estas táticas ajudam a punir os agressores. Graças à internet vários casos de violência de gênero são denunciados e noticiados na mídia. Há centenas de páginas de ONG's que lutam contra este tipo de agressão e isto faz com que mais casos sejam denunciados na mídia comum.

Outro positivo das redes sociais é que mulheres se unem nas redes sociais com o objetivo de andarem juntas.

Também existe o número 180 para denúncias contra a violência de gênero.


Num mundo tão inseguro, as redes sociais são aliadas no combate às agressões.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.