Ads Top

Agora é maio, mês das noivas, por isto eu gostaria de tocar num assunto que ajuda toda a sociedade: a tão comentada despedida de solteira do bem.

Todos sabem que antes da cerimônia do casamento, os noivos costumavam fazer as famosas despedidas de solteiros, festas geralmente realizadas em boates. Esta tradição começou na Antiguidade, onde homens gregos e romanos, um dia antes do matrimônio, faziam cerimônias regadas à promiscuidade. Sim, estas atitudes são machistas. Pois para as mulheres só sobravam reuniões com as amigas um dia antes do casamento. Na Idade Média, surgiram os famosos chás de panela. Porém foi apenas nos anos 90, do século passado, que as festas chamadas despedidas de solteiras surgiram com eventos contendo atrações exóticas como “gogo boys”, por exemplo.

Porém, uma nova onda do bem tomou conta destas festas a partir de 2015. Muitas moças ao invés de eventos com gogo boys e presentes resolveram fazer despedidas de solteiras do bem. Por exemplos:

Em 2016, eu tinha uma amiga que estava noiva, para manter sua identidade vou chama-la aqui de Maria. Ao invés de uma despedida comum, ela realizou um evento de caridade. Pois um dia antes do seu matrimônio ela convidou as amigas para se vestirem como personagens de desenhos animados e assim brincaram com meninas de um orfanato. O evento foi maravilhoso porque as crianças ficaram encantadas.

Em 2017, uma outra colega, que para manter sua privacidade irei chamada de Ana, resolveu fazer uma despedida de solteira do bem levando comida e arte para um asilo de idosas abandonadas. Lá, cada uma das convidadas mostrou a Arte que sabia exercer, como: canto, dança, declamação de poemas e exposição de artes plásticas. Com certeza, foi um dia inesquecível para todos.

Se você pretende se casar este ano, pense com carinho em fazer uma despedida de solteira bem e ajudar o próximo.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.