quarta-feira, maio 27, 2020

FOI AMOR À PRIMEIRA VISTA EM ‘BEA COM AÇÚCAR’ DA AUTORA ADRIANE RIBEIRO

FOTO/ REPRODUÇÃO INSTAGRAM @DRIKARILI

Sinopse: Alice não está pronta para um relacionamento quando conhece Victor. Decidida a dar uma nova chance para o amor, ela aceita a proposta de passar o feriado com a família do novo namorado. Mas tudo se complica quando ela conhece Bea, irmã mais nova de Victor. Esse encontro faz florescer sentimentos que Alice nunca pensou que sentiria, porém seu relacionamento com Victor, o medo da rejeição e os ideais conservadores da família tornam a aproximação ainda mais difícil. Alice passa a questionar seus sentimentos, enfrentando a culpa e as dúvidas que surgem junto com esse novo e intenso amor.
Autora Adriane Ribeiro
Disponível na Amazon

Eu nunca fui uma pessoa de meio termo, comigo é tudo ou nada. Eu escolhi ser tudo.

Bea com Açúcar é um romance para o qual seremos transportados até a vida amorosa de Alice, que acabou de terminar um relacionamento de forma inesperada, e mesmo depois de todo o luto resolve dar continuidade a sua vida. Através de um aplicativo de relacionamento ela conhece Victor.

Victor é um rapaz simpático, bonito e que acaba se encantando por Alice, os dois passam a se envolver, até que o rapaz faz a proposta de leva-la para conhecer seus pais e sua irmã Beatrice. O único problema nisso tudo é que Alice não está preparada para um novo relacionamento, mas mesmo assim a moça vai até a casa do rapaz. Tudo muda quando Beatrice chega e Alice coloca seus olhos em cima dela.

O encantamento de Alice para com a Beatrice é instantâneo. Mas a garota terá que decidir, se entregar para uma nova aventura em sua vida ou deixar o medo pelo desconhecido lhe dominar. Será que Bea também sentiu o mesmo? Será que é um amor pela qual vale a pena lutar?

Apesar da aparência de mulher e a força que ela transparecia, algo nela me fazia ter vontade de abraçá-la e tomar conta. Era uma mistura de pimenta e chocolate.

FOTO/ REPRODUÇÃO INSTAGRAM @DRIKARILI
Não posso falar muito do enredo para que não caiamos nos fatídicos spoilers. É a primeira vez que me deparo com a escrita da autora Adriane Ribeiro e como a mesma disse em uma conversa íntima que tivemos “ainda estava meio cru”, nada que não possa melhorar. A prática leva a perfeição.

Gostei muito da conversa que Beatrice tem com seu pai, extremamente conservador, após descobrir um outro lado da filha – assim colocando. É tocante de ver o desenrolar entre a família aceitar ou não, respeitar ou não ou relacionamento que ambas estão construindo. Ou melhor, respeitar Beatrice e o que ela é.

O enredo é bem clichê mesmo: o típico amor à primeira vista. O desenrolar é muito rápido também, por se tratar de um conto. Eu particularmente gostei e para que o leitor saiba do que estou falando, como sempre: aconselho a leitura do mesmo. Afinal de contas, a minha opinião não é a voz do povo.

Será que é possível se apaixonar pela mesma pessoa todos os dias, cada vez mais? Acho que estou prestes a descobrir.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário