OPINIÃO

NÃO SE DEIXE LEVAR POR ‘O DEMÔNIO NO CAMPANÁRIO’ DA AUTORA MICHELLE PEREIRA

Sinopse: Evangeline Lions é uma garota como outra qualquer. Estuda em um colégio de boa reputação, diverte-se com seus amigos ouvindo música no último volume e tenta a todo custo chamar a atenção dos pais.
Até eles se separarem e ela ser enviada para o colégio interno do Convento Senhora das Dores. Ali, Eva — como gosta de ser chamada — terá de se adaptar a uma nova rotina, a novas amigas malucas, a um possível pretendente e a uma inimiga implacável.
Eron é um demônio que se alimenta da lascívia humana. Preso ao campanário do Convento por uma maldição e adormecido há décadas, ele é desperto por um novo cheiro no ar. Uma virgem chegou ao colégio e seu odor revela poder. Muito poder.
Talvez a nova garota seja sua garantia de liberdade. 
Autora Michelle Pereira 

O enredo contará a estória de Evangeline Lions, ou Eva para os mais íntimos. A menina punk rock é filha de um renomado empresário que passa mais tempo trabalhando e preocupado com a empresa do que com a própria família. As coisas passam a ficar ruins após muitas brigas entre seus pais, e então vem a separação inesperada, o que ela não poderia imaginar era que sua mãe a mandaria para um colégio interno de freiras, podendo assim curtir sua separação e riqueza, após o divórcio, longe da filha (é cruel! Mas é verdade!). 

Obrigada a morar por lá, a menina passa a se acostumar com suas novas amigas: Carol, Joan e Cristal (irmã de Carol), que logo com a sua chegada passam a andar juntas. 

Ao lado do Convento Senhora das Dores (sim! Esse é o colégio interno) encontra-se um Monastério e um Campanário. No monastério encontram-se os garotos que estudam por lá (sim! Também é um colégio interno), e em uma festa mascarada Eva acaba conhecendo Victor e ficando com o menino durante a festa que acontece entre ambos os Colégios. 

Victor é ex-namorado de Karina, uma garota que só veio para causar sérios problemas. A rivalidade entre Karina e Eva é instantânea. Karina não aceita o término com Victor e também não quer que nenhuma outra garota se aproxime do mesmo. 

Deixando a vida de adolescente de lado, no Campanário nós encontraremos Eron um Incubus que se alimenta da lascívia humana. O que Eva não poderia esperar era que ela seria a próxima vítima de Eron, a virgem escolhida pelo demônio para que ele conseguisse seus poderes de volta e sua tão desejada liberdade. 

O que poderemos esperar do livro? Com certeza esperava mais do enredo. Não sei o que aconteceu,  mas não consegui me conectar com os personagens, apesar de ter gostado bastante da Cristal (e Cristal eu lhe entendo perfeitamente, não é fácil garota). 

O desenrolar entre Eva e Eron é lento, para aqueles que estão acostumados com um enredo mais cheio de ação e expectativa poderão achar o mesmo um tanto quanto maçante. Também não sei se é por conta da minha idade (hoje 26), mas a rivalidade entre Karina e Eva era muito irritante. Dava para entender bem que as duas garotas tinham lá seus problemas familiares e buscavam formas, que não concordo, para lidar com eles. Mas chegou a ser desnecessário. 

A autora Michelle Pereira mostra sua desenvoltura com as palavras e por já ter lido outras obras suas essa me saiu muito fraca e desconexa. 

Porém, eu ainda indico que o nosso querido leitor tenha o prazer de ler e quem sabe não chegue a se encantar com a obra.

1 COMENTÁRIOS

  1. Obrigada pela resenha, Karol!
    Que pena que você não se conectou com a obra, eu entendo. Hoje, mais madura, vejo que existem pontos a serem melhorados.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

My Instagram