domingo, julho 26, 2020

UM VIOLINO MÁGICO CONECTANDO PESSOAS NA OBRA ‘O VIOLINO ESCARLATE’ DA AUTORA CAMILA DORNAS

Pelas páginas do enredo seremos levados até duas histórias, contadas sob duas óticas, em dois tempos diferentes. Em O Violino Escarlate, de Camila Dornas, nós teremos um pé no ano de 2020 sob a ótica de Maya (personagem principal), e outro pé em meados de 1970, sob a ótica de Rosa, avó de Maya.

Maya é uma mulher adulta e uma talentosa violinista que após sofrer com um casamento abusivo decide levar uma vida mais pacata e sem surpresas ou emoções a flor da pele. A mulher de pele negra e belos olhos verdes acaba de perder a avó, Rosa, vítima de um câncer. No dia do enterro de Rosa, programado assim por ela mesma, Maya é surpreendida por um violino de madeira bem talhada e em tom escarlate, depois de muito tempo sem tocar ela é levada a faze-lo no enterro de sua avó, o que ela não poderia imaginar é que seria um objeto mágico que a faria encontrar o espírito de sua avó.


A mulher é muito cética e chega a duvidar de sua sanidade ao ver o espirito da mulher morta. Mas o desejo de Rosa, ou talvez missão a Maya, era apenas um: entregar o violino para o seu verdadeiro dono e amor de sua avó.

Maya então parte para uma viagem até o México, saindo totalmente da sua zona de conforto e deixando seus traumas de lado para procurar o dono do violino, até então tido como morto. Nessa viagem inesperada a mulher conhecerá Diego, um rapaz descontraído e que desperta nela tudo aquilo que achou ter sido tirado de si: amor e gosto pela vida

Nesse enredo eletrizante viajaremos com Maya e Rosa, descobriremos alguns segredos e amores pelo caminho, amadureceremos juntas, choraremos lágrimas de saudade, alegria e tristeza, e encontraremos o verdadeiro amor e a confiança que tanto prezamos.


Não é a primeira vez que leio uma obra dessa autora brasilensevulgo maravilhosa. Mas é a primeira vez que uma obra sua me tira lágrimas de emoção. E se um livro consegue me tirar lágrimas de emoção esse livro ganhou a preferência na minha biblioteca. 

O Violino Escarlate surpreende, confesso que quando fiquei sabendo que a próxima obra da autora teria um Q de viagem no tempo fiquei imaginando mil e umas possibilidades de como isso seria feito e elaborado, afinal de contas eu também sou escritora, mas não esperava que fosse ser tão bem construído e conciso quanto achei ter sido.


A escrita, para quem já a conhece, é bem leve e fácil de ser lida e levada. A história é cheia de emoção e todos nós iremos nos apaixonar pela mulher que Rosa representa no enredo: sábia e apaixonada pela vida. Iremos também nos emocionar profundamente com sua história contada em capítulos intercalados com a perspectiva de Maya, isso é realmente uma viagem no tempo.


Além disso, estaremos com Maya na busca constante por encontrar a mulher que foi um dia e permaneceu tanto tempo enterrada. Descobrindo aos poucos como a vida pode ser leve e simples se nos permitirmos as coisas extraordinárias. 

Com toda certeza, para quem ainda não se encantou com um enredo desses, vale a pena viajar pelo tempo e para o México com Maya e Rosa. Você já teve um encontro com sua avó morta hoje?


2 comentários:

  1. Ahhh, estou emocionada com essa resenha maravilhosa. Obrigada 😍😍😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Eu que agradeço por disponibilizar essa obra de esquentar nosso coração!

      Excluir